2.10.09

estímulos

porque os meus amigos constituem uma fatia importante deste bolo que é a minha vida, apeteceu-me hoje mesmo elogiá-los, e faço-o dizendo que, tendo amigos, tenho tudo. tenho amigos e amigas que são os melhores do mundo; amigos para a vida, por quem eu dou tudo.
há uns meses, a autora do blog pequeno-almoço ofereceu-me um caderninho minorca, de capa prateada e páginas recicladas. nesse caderno escrevo qualquer coisa que me venha à cabeça, quase como um blog. a única diferença é que não é virtual, não interage com ninguém, e não são textos que escrevo. são palavras, frases ou conclusões que tiro da minha vida.
assim sendo, a última coisa que escrevi tinha a ver com a amizade: a que sabe, a que cheira, a que soa. sabem quando ouvem um som ou sentem um aroma ou sabor tão familiares que vos remetem para uma fase da vossa vida, ou para alguém em especial? essa sensação sempre esteve lá escondida nos recônditos do inconsciente, e só com aquele estímulo se desperta.

e a amizade?
sabe a quê?
cheira a quê?
soa a quê?

aqui está um desafio para os meus leitores. gostava de receber várias respostas diferentes, de pessoas distintas, anónimas ou não. seria interessante.
pus a hipótese de premiar a melhor resposta mas, para além de um post a congratular o autor da dita proeza, nada mais poderei fazer. no entretanto, fico à espera de respostas.

5 comentários:

Rita disse...

eu estou a pensar participar nesta tua proposta mas antes quero-te deixar uma sugestão, ou melhor um pedido, volta a fazer um video, aliás, podes lançar este desafio por video! acho que já deixa saudades

Rita disse...

não não, é do Grande Miguel Esteves Cardoso. Não quer dizer que não partilhe da opinião dele e sim, ele anticipou-se e pô-lo em palavras antes de mim

Nuno Medon disse...

olá! Obrigado pelo teu comentário. Quando estiver em Valongo ( Porto ), comento com mais tempo. Como estou numa espécia de Ciber-café, não posso perder muito tempo a ler blog´s e a comentar. É nestes dias que sinto falta da adsl. beijos e um bom fim de semana prolongado!

Nervermind disse...

A amizade cheira distintamente a pão com chouriço.

Nicandro,O Eskriba disse...

Epah...isto é uma tarefa deveras difícil no entanto bastante interessante! Digo isto porque na minha opinião a Amizade tem vários sabores,logo fica díficil caracterizá-la por um só!
Estive a pensar...e por fim cheguei a uma conclusão.
Associo a Amizade aos CHUPA-CHUPAS BOMB!!lol Porque inicialmente é a doçura da novidade e conhecimento da pessoa/s em questão. O lamber vagaroso das aventuras de criança (ou nºao)e o chupar com desejo as cabanas de madeira feitas durante o verão...Passado um "bocado", vem o sabor amargo da distância, da falta de atenção, da saudade etc. Mas,apesar de tudo,no fim temos uma pastilha: doce e elástica,reflexo da maleável (no sentido de que podemos melhorar/piorar) a relação que estabelecemos ao longo do tempo.lol
Acho que isto tanto responde,na minha opinião, ao que sabe e ao que cheira (visto que os chupas também têm cheiro).
Ao que soa?...Soa à Natiruts! hehe